quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

DOAÇÃO DE SANGUE: O QUE VOCÊ PRECISA SABER


Condições básicas para doar sangue:  
  • Sentir-se bem, com saúde.
  • Apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional.
  • Pesar acima de 50 kg.
  • Ter entre 16* e 69 anos de idade.

*Podem ser aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 e 17 anos somente com autorização por escrito de um dos pais ou responsável legal para cada doação.

Recomendação para o dia da doação: 
  • Nunca vá doar sangue em jejum. 
  • Repouso mínimo de 6 horas na noite anterior.
  • Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores.
  • Evitar fumar por pelo menos 4 horas antes da doação.
  • Evitar alimentos gordurosos.  
Quem não pode doar sangue?  
  • Quem teve diagnóstico de Hepatite após os 11 anos de idade. 
  • Mulheres grávidas ou que estejam amamentando. 
  • Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue, como Aids, Hepatite, Sífilis e Doença de Chagas.
  • Usuários de drogas.
  • Aqueles que tiveram relacionamento sexual, com múltiplos parceiros, nos últimos 12 meses.  

O que acontece depois da doação? 

O doador recebe instruções referentes ao seu bem-estar e cuidados que deverão ser tomados, tais como: 
  • Beber bastante líquido nas primeiras 6 horas e alimentar-se normalmente. 
  • Não fumar nas primeiras 2 horas. 
  • Não praticar esportes radicais ou atividades de risco.
  
O que acontece com o sangue doado?
Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (como hemácias, plaquetas, plasma e outros), e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma doação. Os componentes são distribuídos para os hospitais e clínicas da cidade para atender casos de emergência, pacientes internados e pessoas com doenças hematológicas.

Isso é importante:
Embora realizados exames no sangue coletado (Hepatites, Sífilis, Doença de Chagas, HIV e outros), há um período chamado janela imunológica – espaço de tempo entre a contaminação e a positividade do teste – isso significa que a pessoa pode ter sido contaminada por um agente infeccioso e este não ser detectado através dos exames realizados. Por isso, é fundamental que você seja sincero na entrevista. Honestidade também salva vidas. Diante de um teste positivo ou inconclusivo, o doador será convocado por meio de carta para realização de um novo exame.

Procure o hemocentro mais próximo. HEMOBA. A gente te espera de braços abertos.